Sim, querido leitor, chegou a hora de comentar por aqui um pouco da lista dos indicados ao Oscar 2016, o tal prêmio cedido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para aqueles considerados os “melhores” do cinema do último ano. E como sempre acontece – e em toda premiação – nem todo mundo que a gente gosta consegue descolar um ingresso para a competição.

Mas quem foi que ficou (injustamente) de fora da lista de indicados ao prêmio desse ano? Quem teve que tirar o cavalinho da chuva? É o que veremos por aqui. Bora lá!

Filmes

Michael Fassbender e o diretor Danny Boyle no set de filmagem de Steve Jobs, um dos filmes injustiçados do Oscar 2016

Michael Fassbender e o diretor Danny Boyle no set de filmagem de Steve Jobs, um dos injustiçados do Oscar 2016

Com grandes sucessos de público como Perdido em Marte e Mad Max: Estrada da Fúria e outros mega aclamados pela crítica, como O regresso, Spotlight e O quarto de Jack, eu posso dizer que a lista de indicados ao Oscar de melhor filme é uma das mais honestas dos últimos anos. Ainda que tenha deixado de fora alguns nomes de peso como: Divertida mente, Beasts of no nation, Sicario e Steve Jobs, que parece não ter tido aquela aceitação que a Sony tanto esperava.

Atores

Idris Elba e seu papel esnobado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em Beasts of no Nation

Idris Elba e seu papel esnobado pela academia em Beasts of no Nation

Antes de mais nada acho que vale uma pausa para aplaudir a presença de Bryan Cranston na lista de indicados à melhor ator. Uma lista redondinha, com ótimos nomes, mas que já vem batizada, afinal, todos sabemos que só um milagre deve tirar o prêmio das mãos de Leonardo DiCaprio – que já devia ter ganhado ha muito tempo com O Aviador ou O lobo de Wall Street.

No entanto, a lista de coadjuvantes já merecia ter uma cara diferente. Idris Elba (por Beasts of no Nation), Jacob Tremblay (por O quarto de Jack), Benicio Del Toro (por Sicário) e Samuel L Jackson (por Os 8 odiados) poderiam ter entrado aqui no lugar de um Sylvester Stallone que só aparece listado por causa de uma extrema consideração dos votantes (ainda que seu papel em Creed  talvez seja o melhor de sua carreira – o que, convenhamos, não seria algo muito difícil de fazer).

Atrizes

Cadê a nossa querida Regina Casé com seu papel em Que horas ela volta?

Cadê a nossa querida Regina Casé com seu papel em Que horas ela volta?

Agora vamos com as garotas. Assim como aconteceu com a lista de indicados à ator, as indicadas ao prêmio de melhor atriz e melhor atriz coadjuvante formam uma turma praticamente perfeita, que talvez ficasse ainda mais interessante se tirassem a já batida Jennifer Lawrence para colocar outras maravilhas, como a nossa querida Regina Casé (que ganhou vários prêmios, inclusive no Sundance Film Festival pelo seu papel em Que horas ela volta) e até mesmo colocassem o de Charlize Theron, por sua atuação como coadjuvante (?) no nervoso Mad Max: Estrada da Fúria.

Cadê Brasil?

Esqueça o fato de Que horas ela volta não ter entrado nem na peneira de semifinalistas ao prêmio, porque O menino e o mundo é uma das maiores chances que já tivemos ao Oscar nos últimos anos – chance que é bem pequena, uma vez que estamos lidando com um grupo de votantes que não costuma assistir as animações e que o filme ainda tem que enfrentar um hypado Divertida Mente pela frente.

Outros nomes que faltaram na lista

Além dessa galera toda, também podemos dizer que houveram bons nomes que ficaram de fora da corrida em outras categorias. Por exemplo: cadê a lindíssima trilha sonora que Michael Giacchino compôs para Divertida Mente – essa do player aí de baixo? E o premiado roteiro que Aaron Sorkin (de A rede Social) fez para Steve Jobs lá no meio da disputa? E Tarantino? Será que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas não curtiu muito o que ele escreveu para Os 8 odiados? E por fim, porque não deram um espacinho para Ridley Scott? Como Perdido em Marte pode concorrer como melhor filme se o diretor, teoricamente, não é dos melhores?

Enfim, como eu disse no começo, sempre existe alguém bacana que fica de fora da corrida pelo Oscar. Porém, gostei bastante dos indicados ao prêmio desse ano e acho que vai rolar uma boa briga entre Mad Max: Estrada da fúria e Spotlight e O regresso, os meus favoritos nas principais categorias.

Agora resta esperar o dia 28 de fevereiro para saber quem vai levar tudo isso para casa.

Em breve

Outros lançamentos

Parceiros